O Esquadrão da Alegria completa nove anos de atuação e agora é ONG

 

O Esquadrão da Alegria completou, em dezembro, nove anos de atuação. No aniversário o grupo anunciou que se tornou ONG registrada. Mais que uma titulação, é a representação de um trabalho comprometido e responsável.

O grupo surgiu após um de seus fundadores assistir o documentário do grupo Doutores da Alegria e se contagiar com a proposta, levando o projeto adiante. O objetivo é proporcionar alegria através da figura do palhaço, colaborando para a transformação do ambiente hospitalar.

O apoio inicial veio de várias pessoas no primeiro ano de preparação, mas somente oito integrantes começaram as atividades do grupo no dia 03 de dezembro de 2008, quando foi realizada a 1ª visita no Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM), em parceria com a Associação dos Amigos do HUSM.

No início a proposta era apenas na cidade de Santa Maria, mas de lá para cá, diversas pessoas foram se unindo a causa voluntária, e surgiu a oportunidade de expansão para outras cidades do Rio Grande do Sul.

O trabalho é realizado de maneira 100% voluntária, sem necessidade de qualquer investimento por parte dos hospitais atendidos. Os integrantes são profissionais das mais diversas áreas e idades que se transformam em ‘palhaços doutores’ para as visitas.

Durante os nove anos de atuação o grupo sempre contou com diversos apoiadores e patrocinadores que colaboram para o aperfeiçoamento e desenvolvimento do trabalho. São realizados cursos, oficinas e integrações de forma contínua, profissionalizando ainda mais os participantes.

Para tornar-se um integrante existe um processo seletivo composto por diversas etapas, onde os candidatos são avaliados com dinâmicas para analise do perfil e disposição. Após aprovados na seleção, os voluntários ainda passam por outras etapas, que consistem em estudos, oficinas e acompanhamento, até tonarem-se Doutores Besteiorologistas.

O grupo acredita no poder do sorriso e, se no início as visitas eram apenas para crianças e adolescentes, hoje o trabalho está mais abrangente. O Esquadrão da Alegria atinge os mais diversos públicos, além da dedicação aos acompanhantes dos pacientes, aos profissionais dos hospitais visitados e a cada pessoa na rua e nos corredores dos hospitais, antes e depois, das visitas.

One thought to “O Esquadrão da Alegria completa nove anos de atuação e agora é ONG”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *